Segundo o Itamaraty, a Europa é um dos destinos mais escolhidos pelos Brasileiros. Por conta de sua história, arquitetura e arte, não é de se surpreender. Mas o que nos tem alarmado é o índice de brasileiros que têm sido barrados de entrar no bloco. Ir à Europa é sempre uma experiência incrível, e que costuma vir agregada à alguns gastos. Chegar na imigração e saber que terá de voltar, mesmo com reservas de hotel pagas, experiências e eventos previamente comprados, além de todas as expectativas quebradas é um fato muito triste. Assustadoramente, essa é a realidade para um grande número de brasileiros. Mais especificamente, 45% a mais que no primeiro semestre de 2017. Esse padrão tem aumentado desde o ano passado, onde a rejeição foi de 9,5%, mas saber que esse número quintuplicou tem deixado grande parte dos brasileiros receosos de planejar suas viagens.

OS BRASILEIROS SÃO A 9ª NACIONALIDADE MAIS REJEITADA

A alta percebida é a maior registrada entre todos os outros países. Com mais de 2.200 brasileiros impedidos de entrar nos países europeus sob a suspeita de serem imigrantes irregulares, estamos logo ao lado de cidadãos da Ucrânia, Albânia e Rússia. A Frontex, que é a Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas, não detalhou muito bem em que circunstâncias os brasileiros foram barrados. A maior parte das negativas se deram na Espanha. Imagina-se que o uso de documentação irregular ou falsa, assim como a presença em listas de alerta sobre potenciais ameaças criminais sejam um dos problemas principais para a negativa de entrada na Área de Schengen.

A NECESSIDADE DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA

Com essa informação, somando-se ao Decreto de Salvini, tal qual a declaração de que os brasileiros terão de pedir autorização para entrar na Europa, vemos que a fluidez da relação entre o Brasil e o continente antigo têm se tornado cada vez mais afastadas. Sob iniciativa do Etias (Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem), criar a necessidade de autorização para entrar na Europa é uma medida de segurança, e impede tão somente a entrada de pessoas suspeitas. Para obter a autorização, será necessário preencher um formulário online com algumas informações pessoais, histórico de viagens, passaporte e afins. Tudo isso será checado pela União Europeia e cruzados com a Interpol. Essa requisição passará a ser necessária a partir de 2021 e custará 7 euros. O documento terá a validade de 3 anos e é enviada por e-mail!

UMA SAÍDA MAIS PRÁTICA

Em se sabendo desse tipo de dificuldade e a direção à qual estamos caminhando muitos brasileiros têm procurado reconhecer a cidadania europeia, em sua maior parte, italiana! Como somos a nação com maior quantidade de descendentes de italianos fora da Itália, é exatamente por esse canal que os brasileiros têm procurado se organizar para não correrem riscos na hora de planejar uma viagem. Ter o reconhecimento de cidadania italiana vem atrelado a uma série de direitos, como o de estudar no exterior, viajar para qualquer país da Zona de Schengen sem qualquer restrição, e inclusive fixar residência. Caso você tenha cidadania italiana e precise de serviços consulares, ou mesmo, se você ainda não teve sua cidadania reconhecida, saiba que pode sempre contar com a Prenota4u.

EQUIPE ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS CONSULARES

Com experiência no mercado e eficiência no proceder, a Prenota4u pode ajudar você e sua família tanto no reconhecimento de cidadania, quanto na manutenção de seus direitos frente ao consulado italiano. Tenha sempre seu passaporte italiano renovado e evite passar por qualquer problema na imigração no exterior. Qualquer dúvida, nós estamos te esperando no [email protected] (: