Mesmo que não queiramos acreditar, a pandemia do Coronavirus está acometendo todo o nosso mundo, e infelizmente, a Itália é um dos pontos que mais estão sofrendo com esse vírus. Por conta disso, alguns voos à Itália foram cancelados, e até mesmo algumas áreas do país foram isoladas.

Somado a essa decisão, os governos locais também optaram por fechar algumas atrações e alguns pontos turísticos italianos, a fim de tornar a propagação da doença menos célere. Apesar do pânico e da histeria que hoje tomam o mundo, a situação na Itália não está tão assustadoramente ruim assim, como a mídia por vezes faz passar.

Segundo o Ministério de Relações Exteriores Italiano, é possível circular em todas as 7.893 das 7.904 cidades da Itália, sem nenhum problema. Existem apenas 11 cidades que estão com entrada limitada, representando tão somente 0,14% do total de municípios italianos.

UM MOMENTO DE COMPLEXIDADE NAS RELAÇÕES EXTERIORES

Tudo está acontecendo muito rápido, e as pessoas estão com medo. Como resultado disso, algumas decisões estão sendo tomadas sem muita claridade ou pensamento prévio. Para Luigi Di Maio, a suspensão de voos à Itália é uma dessas decisões, e a considera inaceitável.

O Ministro afirma que foram mobilizados mais de 700 milhões de euros para “dar crédito às empresas que sofrem com os efeitos da emergência do coronavirus, em um momento de dificuldade econômica”. Como nós aqui da Redação Prenota4u já havíamos dito, a Itália passa por alguns maus bocados nos últimos tempos, economicamente falando.

Sofrer um baque tão grande com um vírus agora é uma coisa bem dramática a Itália como um todo. “Estamos trabalhando em um plano específico de país para país para os produtos individuais ‘Made in Italy’, incentivando a internacionalização através de institutos”, disse Di Maio.

Esse projeto procura manter as engrenagens da economia girando sem parar, afinal de contas, grande parte das finanças italianas são movimentadas pelo turismo.

TENTATIVAS PALIATIVAS DE NÃO SOFRER TANTO

Enquanto as autoridades trabalham para ter certeza que os voos não serão cancelados, os governos locais procuram manter os negócios abertos e atraindo visitantes. O famoso “Duomo” por exemplo, uma das maiores igrejas de arquitetura gótica em todo mundo, estava fechado por conta da epidemia.

Mas, recentemente, foi reaberto com entradas controladas e escalonadas para as áreas de oração e visitações de turistas. Os primeiros visitantes foram 4 japoneses que compraram seus bilhetes na entrada da Catedral de Milão.

Hoje, dia após dia a Polícia Civil italiana contabiliza mais casos do novo coronavirus na Itália. Na Lombardia o número passa dos 400, mas poucos desses são pacientes internados ou mesmo em terapia intensiva.

Mesmo sendo o terceiro país com maior número de contágios, atrás apenas da China e da Coreia do Sul, os cidadãos italianos, assim como os turistas estrangeiros, estão ficando cerceados e confusos a respeito das recomendações para viagens.

ATENÇÃO AOS AVISOS DE SUA COMPANHIA AÉREA

Se você tem uma viagem marcada para a Itália nos próximos tempos, lembre de ficar de olho nos avisos que a sua operadora de linha aérea lança. Possivelmente, seu voo seja remanejado para outra região ou mesmo cancelado.

No mais, se você vai usar seu passaporte italiano para viajar, lembre que o mesmo precisa estar completamente válido e seu AIRE, assim como seu Registro Civil, devem estar atualizados.

Para te ajudar nesses dois pontos, fale conosco aqui da Prenota4u no [email protected] e tenha certeza que sua experiência no exterior vai transcorrer sem qualquer surpresa!

Um grande abraço e até mais!