Tendo sido projetada para abrigar o sino da Catedral de Pisa, a construção da torre se iniciou em 1173! Mas será que em seu desenho a torre já era inclinada como vemos hoje? Porque ela é assim? Será que esse famoso ponto turístico um dia cairá? Encontre as respostas para todas essas perguntas no presente artigo! Bonnano Pisano foi o responsável por projetar e criar a Torre de Pisa. Sendo uma construção extremamente famosa hoje em dia, ela tinha o intuito de ser meramente a torre do sino da catedral local. Ocorre que, por conta de um leve erro de planejamento, Bonnano acabou criando uma das obras mais conhecidas de todo o mundo. Por conta das limitações tecnológicas, não era possível, à época, conseguir uma boa sondagem do solo, descobrindo o material que e   xistia sob o mesmo e a estabilidade que fornecia. Foi aí que o problema surgiu: a torre foi construída sobre um grande depósito de argila e areia.

A CONSTRUÇÃO DA TORRE DE PISA

[caption id="" align="alignnone" width="461"]Resultado de imagem para pisa tower torre de pisa[/caption] Desde os primeiros meses de sua construção, onde apenas os 3 primeiros andares tinham sido erguidos, já se percebia uma ligeira inclinação por conta do solo abaixo da superfície. O assentamento irregular das fundações fadava a torre a ser instável e pouco factível, mas ainda assim, Bonnano prosseguiu. Para tentar compensar a inclinação, ele tentou construir os demais 5 andares ligeiramente mais altos do lado onde a estrutura tinha cedido, o que fez com que ainda mais peso se acumulasse e a torre afundasse mais. Após isso, os esforços foram constantes em tentar aprumar a estrutura, mas nada adiantaram. A partir do século XX a torre passou a sofrer uma inclinação de assustadores 1,2 milímetros ao ano, afastando-se 4,5 metros de seu eixo planejado. Por conta disso, em 1990 a estrutura foi fechada por estar sob alto risco de desmoronar. A partir de então, várias propostas tinham sido enviadas com o intuito de salvar a torre. Em 1997, 14 especialistas começaram os trabalhos para salvar a estrutura. A ideia? Tirar pouco a pouco a terra do lado inclinado e reforçar a fundação com placas de chumbo, impedindo o desmoronamento. Ainda que tenha consumido 25 milhões de dólares e demorando 4 anos para ser concluída, foi capaz de reduzir a inclinação em 40 centímetros, possibilitando a reabertura da torre em dezembro de 2001.

A TORRE DE PISA HOJE

Como as visitas já foram reestabelecidas, hoje, pagando 18 euros você é capaz de ingressar no monumento. O valor é um pouco salgado, mas justifica-se pelo fato de que por ano, 23 milhões de euros são investidos para corrigir a os problemas que surgem. Você pode encontrar a torre lá na praça dos Milagres, em Pisa, mas se não quiser viajar até a Itália para conferir esse feito, saiba que no Brasil, mais especificamente em São Paulo, existem alguns prédios que sofrem de um problema bem parecido. Dois prédios, inclusive, foram apelidados de beijoqueiros, por ficarem inclinados um ao outro. O problema aqui do Brasil não é argila, mas sim a arenosidade do litoral, que acaba fazendo com que o chão assente-se pouco a pouco e ceda sob as estruturas dos prédios.

PORQUE NÃO VISITAR PISA?

Agora que está segura para visitações, a Torre de Pisa te convida para uma visita. Que tal sacar seu passaporte da União Europeia e ingressar nessa aventura. Ele não está mais válido? Só falar com a gente no [email protected] que te ajudamos a conseguir uma vaga para atendimento no consulado sem demora! O mesmo vale para o caso de você estar procurando ter sua cidadania declarada! Então, não há mais nenhuma desculpa para deixar de visitar esta ou qualquer outra das incríveis belezas italianas, certo? Já foi à Pisa? Conta pra gente como foi a experiência! Temos certeza de que nossos leitores ficarão felizes em ler seu relato. Teve algum tipo de vertigem ao olhar de lá de cima para baixo? :P