Pela quinta vez, historicamente falando, italianos tentam dividir Veneza em duas. Foram cerca de 206 mil italianos convocados às urnas para votar em um referendo que poderia dividir a cidade de Veneza em duas. Como resultado, vimos que apenas 21% dos eleitores participaram da votação, e o referendo não atingiu o quórum mínimo para ser validado.

Dos 21% dos votantes, 52% foram a favor da separação, 48% contra. A participação popular foi mais numerosa em ilhas da Lagoa de Veneza. “Respeitamos todos, mas a vontade de Veneza é muito clara: cidade unida e única”, disse Luigi Brugnaro, prefeito de Veneza.

Para o prefeito, diante dessa decisão, é momento de continuar trabalhando, sem polêmicas, e todos juntos. Como falamos, esse foi o quinto referendo em 40 anos para tentar reconstituir a cidade de Mestre, que era autônoma até 1926 e foi incorporada ao território veneziano em 1926, na era fascista da Itália.

UMA LUTA SOCIAL PELA IDENTIDADE LOCAL

Sendo o destino de milhões de viajantes todos os anos, Veneza é conhecida no mundo inteiro, mas Mestre acaba não recebendo nenhum tipo de atenção. Inclusive, pouco a pouco sua cultura se dissolve em meio à capital de Vêneto, e até mesmo a urgência da separação se dissipa.

Nas três primeiras tentativas de separação, o Não venceu. Na penúltima e nessa última, não tivemos nem mesmo o número mínimo de participantes.

Os separatistas alegam que a terra firme e a lagoa possuem realidades muito distintas, e a primeira acaba recebendo mais atenção das políticas públicas que a segunda. Para os que defendem a autonomia de Mestre, a emancipação poderia fazer surgir em Veneza um governo voltado unicamente para os problemas provocados pelo turismo de massa, e outro mais especializado nas necessidades do povo da Lagoa.

A CAPITAL DE VÊNETO E SUA SOCIEDADE ÚNICA

Várias questões são trazidas à tona quando falamos de Vêneto e as cidades de Mestre e Veneza. Algumas pessoas até mesmo afirmam que emancipar Mestre pode diminuir o poder de Vêneto, já que Veneza é uma ilha de idosos e turistas.

Por ser cada vez menos povoada, perder a população associada de Mestre pode trazer sérios riscos ao futuro da região. De toda forma, a eleição resultou em um ressonante “não”. Quer seja por conta dos 52% que votaram para que as cidades continuem unidas, quer seja por conta do baixo comparecimento da população à votação.

Estamos falando de 14,9 mil presentes, diante dos 206 mil habitantes locais. Resta a nós agora observar os desdobrares que estão reservados para Veneza.

VENEZA EM CONSTANTE MUDANÇA

Destino de milhões, Veneza abriga uma resistência aos turistas que cresce bastante, e tem gerado sanções e alterações na forma que a cidade se conecta com seus visitantes. Para muitos dos nativos, os turistas começam a ser vistos como inimigos da cidade, tal qual, como agentes do desaparecimento da cultura local.

Aqui no Brasil temos muitos descendentes de pessoas vindas de Vêneto. Sua família veio dessa região? Você tem algo a falar sobre esse assunto aqui? Conta pra gente o que você pensa sobre o movimento separatista de Vêneto e quais consequências imagina que isso traria à sociedade local.

Caso tenha alguma necessidade consular a ser resolvida, fale conosco aqui no [email protected] e conte com uma assessoria profissional, capaz de te ajudar da melhor forma possível a sanar seus problemas.

Somos aptos a prestar serviços relacionados ao reconhecimento de cidadania, renovação de passaporte, atualização de AIRE e Registro Civil italiano, e assim por diante.

Aguardamos seu contato desde já! Um grande abraço e até mais!