A Ilha de Palmarola é certamente uma das atrações menos conhecidas da Itália. Ainda que quando comparada a Capri, Santorini e Córsega ela seja menos relevante no ranking de número de visitas, de certo é uma das regiões mais belas da Itália, e fica bem no coração do país: a uma hora de Roma!

Sendo um dos segredos mais bem guardados de toda a Itália, o qual poucos conhecem, nem mesmo a maioria dos italianos, a ilha atrai os que amam a beleza selvagem da natureza. Lá, você não encontrará casas modernas, tampouco hotéis, bares, lojas, nem mesmo carros.

As multidões aqui? Não existem. Você verá apenas alguns pequenos grupos ou visitas guiadas, compostas por alguns poucos turistas. A beleza selvagem de Palmarola é única, mas pelo visto, para poucos. Nós da redação da Prenota4u fizemos uma pesquisa para trazer a você em detalhes o que a ilha resguarda em seu interior.

A BELEZA NATURAL E INTOCADA DA ILHA DE PALMAROLA

Dotada de uma primitividade única, assim como uma certa energia imaculada, Palmarola encanta com seu mar azul turquesa e suas formações rochosas que lembram os filmes de Indiana Jones, convidando-nos para uma visita.

O ponto mais alto da Ilha é Punta Tramontana, e de lá você pode ver as ruínas de um mosteiro medieval e até mesmo uma aldeia pré-histórica! Incrível, não? Realmente é como se o tempo tivesse parado em Palmarola, preservando seus encantos naturais para que pudéssemos vê-los hoje.

Devido aos cristais e os minerais que compõem as pedras da região, você encontra pedras roxas, vermelhas, verdes, amarelas, brancas, rosa e castanhas em suas caminhadas. Numa gruta formada por essas pedras, você pode ver um pouco da história da região, já que a área costumava ser morada de um dos pescadores.

Como dissemos, não existem hotéis por aqui, mas você pode conseguir alugar um dos quartos dem O’ Francese, que também tem uma história tão interessante quanto o resto da ilha.

A SUA CURIOSA HOSPEDAGEM EM PALMAROLA

O francês que dá o nome ao local vivia em Ponza, mas passou alguns anos de sua infância vivendo numa das cavernas dos pescadores com seu pai. Mesmo ao voltar para a França, não conseguia parar de pensar na ilha, foi aí que decidiu regressar a Palmarola com sua mulher, construir uma barraca de madeira e lá, criar um restaurante.

Depois de um tempo, passou a alugar ocasionalmente alguns dos quartos de sua casa nos fundos, e hoje seu empreendimento une alguns poucos quartos e um hall que usa de restaurante. De certa forma, primitivo, assim como único e histórico, tal qual toda a linda Palmarola.

O QUE FAZER PARA VISITAR PALMAROLA?

Bem, para chegar na Ilha de Palmarola, você terá de ir para Terracina, que é uma cidade a pouco mais de 100 quilômetros de Roma. De lá, você tem de viajar de barco até a ilha de Ponza, e depois, apanhar um outro barco que te levará a Palmarola.

Parece ser uma viagem tortuosa, mas tenha certeza de que vale super a pena! :D

A dificuldade mesmo será voltar para nossas vidas cotidianas depois de passar um tempo nessa ilha. Caso você seja cidadão italiano, saiba que pode até fixar residência na região. Já pensou se aposentar nessa linda ilha?

Bem, quer seja com intuito de morar ou apenas visitar, você cidadão italiano deve estar com seu passaporte plenamente válido, assim como AIRE atualizado, tal qual seu registro civil. Para lidar com essas questões burocráticas já sabe né? A Prenota4u está aqui lado a lado contigo :D

Fale conosco no [email protected] para que nossa equipe entenda suas necessidades e te passe um orçamento específico (: