A história do Tiramisu é, no mínimo, curiosa. Assim como grande parte dos doces que hoje são famosos no mundo, as raízes do Tiramisu vêm lá da Itália. Como o principal ingrediente desse doce é o creme de Mascarpone, um queijo italiano, para fazer um Tiramisú oficialmente dito, alguns requisitos devem ser levados em consideração.

 

O Mascarpone é feito a partir do leite de vaca, sem uso de queijo coalho nem fermento na produção. A umidade é drenada com ácido cítrico e um pano bem fino. Algo super manual e que resulta em um creme liso e cremoso que serve de base para várias receitas tanto de doces quanto de salgados.

 

O nome do doce vem da expressão italiana “Tirami Sú” que significa “me levanta” ou “me puxa pra cima”. É literalmente o doce que te ajuda a melhorar e levantar-se de um dia ruim. Quando alguém cai, o ato de levantar a pessoa e pede por ajuda significa “tiramisú”.

 

A HISTÓRIA DO TIRAMISU AS DIVERSAS TEORIAS SOBRE SUA ORIGEM

 

Muitas regiões da Itália já alegaram ser as criadoras dos doces, e aqui estamos falando desde Piemonte até a Lombardia, Toscana e assim por diante. Historicamente, pode-se traçar esse surgimento para a região de Vêneto, especificamente em Treviso.

 

Conta a lenda da região que o Tiramisú foi criado em algum orfanato de uma pequena cidade italiana com o intuito de dar energia aos pequenos que não estavam se sentindo tão bem. Supostamente a criadora poderia ser uma senhorinha que estava acostumada a comer bolachas, café e queijo.

 

Ao unir os 3 ingredientes, teria dado origem ao doce conhecido hoje.

 

Numa outra hipótese levantada por alguns locais de Treviso, temos também a lenda de que o doce teria sido criado para dar energia às prostitutas da Itália que precisavam de energia para trabalhar.

 

De uma forma ou de outra, a receita foi trazida pelos imigrantes ao nosso país e hoje temos uma versão muito mais aprazível ao paladar brasileiro, como você pode conferir abaixo:

 

INGREDIENTES

 

  • 3 gemas
  • 4 colheres de sopa de amaretto
  • 3/4 de xícara de chá de açúcar de confeiteiro (ou em gramas: 150 gr)
  • 50 gramas de chocolate meio amargo (super raladinho)
  • 2 e 1/4 xícaras de chá de queijo mascarpone (ou em gramas: 500 gr)
  • 3/4 de xícara de chá de creme de leite (ou em volume: 200 ml)
  • 24 biscoitos champanhe (quanto mais crocante melhor)
  • 2 xícaras de chá de café espresso forte (ou em volume: 500 ml)
  • Chocolate em pó (para polvilhar por cima do doce)

 

MODO DE PREPARO

 

  • Bata as gemas com as 4 colheres de amaretto.
  • Adicione o açúcar, pouco a pouco, e bata até que ele se dissolva bem. Junte então o chocolate e o mascarpone.
  • Faça um chantilly do jeito que você gosta com o creme de leite e incorpore ao chocolate.
  • Mergulhe o lado sem açúcar do biscoito no café para molhar o mesmo.
  • Deixe a metade das bolachas no fundo de uma forma quadrada ou retangular e cubra com metade do creme de queijo mascarpone.
  • Coloque a outra metade das bolachas e o creme mascarpone restante em camadas, e espalhe uniformemente.
  • Cubra a forma e deixe na geladeira a noite inteira (ou por 6 a 8 horas).
  • Antes de servir seu delicioso doce, polvilhe bastante chocolate em pó por cima! Bom apetite!

 

QUANDO COZINHAR, NÃO ESQUECE DE MARCAR A GENTE!

 

Aqui na Prenota4u adoramos todos os pratos da culinária italiana e estamos sempre comendo um docinho de pistache, um tiramisu ou algo assim. Se você também tem um dente doce como o nosso, não deixe de fazer essa receita que passamos aí em cima e marcar a gente em suas redes sociais e nos diga o que achou da história do tiramisu.

 

Caso precise de alguma ajuda com questões consulares, lembre que também podemos te ajudar nisso! É o nosso propósito enquanto empresa facilitar o acesso ao consulado aos descendentes de italianos. Fale com nossa equipe no [email protected] para receber em detalhes nossos valores e condições.

 

Nos falamos em breve! Um grande abraço e até mais!