A Itália é um dos países mais visitados por turistas em todo o mundo. Com várias opções de locais que satisfazem todos os tipos de viajantes, também conta com um povo animado e receptivo. Por isso, as principais cidades italianas são sempre lembradas.

As praias da Sicília, os montes de Piemonte e a Toscana, sem contar as grandes cidades, como Roma, Veneza e Milão, cada uma com suas peculiaridades e atrações imperdíveis. O fato é que, independentemente do local onde for na Itália, há a certeza de viver experiências inesquecíveis e cheias de encanto. Conheça agora 11 cidades italianas, consideradas as principais para se conhecer, e comece a planejar sua próxima viagem.

11 cidades italianas imperdíveis para se conhecer

Como a Itália não é um país extenso, possibilita até mesmo fazer um roteiro incluindo todas as cidades que serão mencionadas a seguir. São locais belíssimos e com muitas chances de se fazer uma viagem incrível. Você conhecerá 11 cidades de norte a sul do país e seus principais atrativos, como praias, museus e outras opções de lazer que não podem faltar em qualquer viagem de férias.

1 - Turim

É um local que não pode faltar no roteiro de viagens de um apreciador de vinho, pois lá se cultiva o Barolo, considerado um dos mais importantes do país. Também é parada obrigatória para quem deseja apreciar a gastronomia italiana in loco.

Para se ter uma ideia de sua importância, o arroz à lapiamontese (que tem queijo parmesão e champignon na receita) surgiu nas proximidades. Turim, considerada uma das principais cidades italianas, é cortada pelo rio Pó, o mais famoso do país.

Como se não bastasse, de lá é possível ter uma bela vista dos Alpes, próximo ao túnel Mont Blanc – a passagem via terrestre para a França. A cidade também abriga museus como o MoloAntonelliana, que hoje sedia o Museu de Cinema e que já foi um dos prédios mais altos do planeta, e o Egizio, também um dos maiores e mundialmente falando. A Piazza Vittorio, em Turim.

Outros pontos turísticos que valem a pena visitar são a Capela della Sacra Sindone e os palácios Real e Madama.

2 - Milão

A capital mundial da moda atrai tanto pessoas que gostam do assunto quanto leigos. Mas a cidade, também uma das principais da Itália, não se resume a isso. Localizada na região da Lombardia, que concentra a maior população da Itália, Milão também é conhecida por sua gastronomia, principalmente pelos pratos originários de lá, como o bife à milanesa.

No entanto, há um prato ainda mais famoso: o ossobuco, que é o músculo do traseiro da perna do bezerro, que normalmente tem bastante carne. Os queijos também merecem destaque – os mais populares são o gorgonzola, mascarpone e taleggio.

A arte também se faz presente em Milão. O Teatro della Scala, por exemplo, é um templo da ópera e um dos mais importantes do mundo nesse aspecto. O original do famosíssimo quadro “A Última Ceia”, de Leonardo da Vinci, está em Milão, na Igreja Santa Maria delleGrazie. O Museu NacionaledellaScienza e Tecnica também expõe muitas outras obras do artista. Milão tem tradição em moda, mas oferece uma ampla variedade de pontos turísticos.

3 - Verona

Uma das obras literárias mais famosas de todos os tempos, “Romeu e Julieta”, se passa nessa que também é uma das principais cidades da Itália. Até hoje, o local guarda as características medievais da época em que William Shakespeare escreveu esse clássico.

Assim como Veneza, que você verá a seguir, Verona recebe afluentes do Rio Pó, bem como lagos, inclusive o maior do país, o Garda. No campo da gastronomia, é possível degustar pratos feitos com flor de abobrinha (fioredizuccaripiena), chicória (radicchio) e salada de carne de cavalo (sfilaccicavallo).

Uma das maiores arenas do mundo está na cidade, a di Verona. Você também pode estar na mesma varanda de onde Julieta ouvia as declarações de Romeu – ela existe e está na casa da Família Capello, onde também há uma estátua da heroína. Verona ainda tem muitas referências medievais.

As atrações seculares não param por aí. Verona possui um centro histórico, com várias opções de passeios bem interessantes. No alto da Torre dei Lamberti, pode-se ter uma vista muito bonita da cidade.

4 - Veneza

Muito conhecida por ter um ambiente romântico e inspirar os casais, Veneza, que também é uma das principais cidades italianas, não se resume apenas às gôndolas. Ainda que dois terços dos habitantes vivam em locais por onde o acesso é possível apenas através de barcos, você pode ter opções de passeio em terra firme.

A Basílica de Santa Maria dellaSalute e a Ponte Rialto são dois locais sempre visitados. A ilha Murano, conhecida pela fabricação de joias e outros artigos no vidro colorido de mesmo nome, além da Burano, também são pontos turísticos da cidade. Os canais e gôndolas fazem Veneza, uma das principais cidades italianas, ser conhecida mundialmente.

Veneza possui 177 canais, 118 ilhas e 400 pontes. O Gran Canal é um dos principais, mas, com tantos caminhos, é necessário um mapa para conseguir se localizar nas passagens mais estreitas.

5 - Florença

A cidade oferece um ambiente inspirador.

Considerado o berço do renascimento, Florença é uma belíssima cidade, com vários pontos turísticos incríveis para se conhecer, como museus, igrejas, praças e palácios. A Santa Maria delFiore é um complexo religioso que vale a pena conhecer. Já a Piazza dellaSignoria é a maior praça da cidade e nela há uma réplica da famosa escultura de David, feita por Michelangelo.

A original fica no Museu dell’Academia, também nessa que é uma das principais cidades italianas. Ainda na praça, você pode conferir a Fontana de Nettuno e o Palazzo Vecchio, onde você pode ter uma vista de toda a cidade. Você também pode conferir obras de outros artistas, como Botticelli, Leonardo da Vinci e Mainardi. Elas estão expostas nos museus Uffizi e o NazionaledelBargello, assim como no PalazzoPitti.

A culinária também merece ser apreciada. A região da Toscana, onde Florença está, tem uma vasta variedade de vinhos e um prato típico muito famoso é a Bistecca Alla Fiorentina.

6 - Pisa

É uma das principais cidades italianas, especialmente em função da famosa torre inclinada, que ficou dessa maneira por um erro de cálculo no momento da construção. É comum ver as pessoas fazendo as mais diversas poses para fotos, fingindo segurar ou empurrar a torre, que tem 300 degraus que, uma vez percorridos, dão acesso a uma linda vista de toda a localidade.

Mas a Piazza dei Miracoli, onde está a torre, também oferece outros locais belíssimos, como uma grama bem verde, a Catedral, Campanile, Baptisterio, Camposanto e Museu del’OperadelDuomo. Também há uma réplica da Lupa Capitolina, que teria amamentado Remo e Rômulo. Observar Pisa do alto da torre é uma experiência única.

Pisa tem uma vantagem: todos os pontos turísticos estão bem próximos uns dos outros. Assim, em um único dia é possível ter experiências incríveis.

7 - Nápoles

Nápoles traz um certo receio, mas é uma ótima opção para turismo.

A máfia italiana continua influenciando negativamente o turismo na cidade, mas, mesmo assim, vale muito a pena conhecer o que essa cidade, uma das principais da Itália, tem a oferecer. É só seguir algumas regras de segurança para não ter surpresas desagradáveis no passeio: evitar deixar pertences à vista e proteger dinheiro, documentos e outros objetos.

As ruas estreitas devem ser evitadas a partir do entardecer, pois são escuras e facilitam a ação de criminosos. Mas nem tudo é negativo. Em Nápoles, é possível saborear as mais tradicionais pizzas do mundo, como margherita e napolitana.

Os pontos turísticos também são típicos de uma grande e principal cidade italiana. No Museu Archeologico Nazionaledi Napoli, você pode apreciar o que foi recuperado de Herculano e Pompeia, localidades que sofreram a ação do vulcão Vesúvio.

O centro histórico recebe muitos turistas e por isso é bastante agitado. Algumas ruas, como a Via San GregorioArmeno e a Spaccanapoli, abrigam lojas de presépios, ótimas sugestões de presentes e lembranças. Já no âmbito religioso, as capelas de Pio Montedella Misericordia e Sansevero merecem a visita, bem como o Complesso Musealedi Santa Chiara.

Como as principais cidades italianas também contam com aspectos medievais, Nápoles não poderia ser diferente. O Casteldell’Ovo e o Nuovo são bons exemplos. Para finalizar a visita, não deixe de ver o Monte Vesúvio e as ruínas de Pompeia e Herculano.

8 - Palermo

A arquitetura da cidade é um dos seus pontos fortes.

Localizada na região da Sicília, tem uma gastronomia riquíssima e belas praias. Os pratos são boas sugestões para todas as refeições do dia, do café da manhã ao jantar. Veja algumas iguarias que você pode experimentar nessa que é também uma das principais cidades italianas:

  • Canoli (um doce de massa frita recheado);
  • LattediMandorla (leite de amêndoas doce);
  • MelanzaneallaParmigiana (berinjela à parmegiana);
  • Milza (baço de boi);
  • Caponata (berinjela refogada com cebola, azeite e tomate, temperada com vinagre, açúcar e alcaparras).

A Igreja de Santa Maria dell’Ammiraglio é ortodoxa e uma das mais antigas do mundo (sua construção é do século VII) e vale a pena ser visitada. A Fontana dellaVergogna e o PalazzoReale de Palermo também são alternativas de passeio, sem contar as feiras das ruas Ballarò e Vucciria.

9 - Roma

O Coliseu é um dos principais pontos turísticos romanos.

Não só é uma das principais cidades italianas, como também é a capital. O Coliseu, mundialmente famoso, faz parte do roteiro de qualquer turista que visite a localidade. A Fontana diTrevi também deve ter uma menção. É impossível visitar Roma e não dar uma esticada até o Vaticano.

O museu local, assim como a Basílica de São Pedro e a Capela Sistina, são locais muito interessantes, independentemente do grau de religiosidade do viajante. Quanto à gastronomia, o Bucatiniall’amatriciana (macarrão com molho de tomate e carne da bochecha do porco, o guanciale) é muito servido na cidade.

O SpaghettiallaCarbonara, também com guanciale e com ovo cru, também faz parte do cardápio. O cappuccino é uma ótima sugestão de bebida durante as pausas para descanso.

10 - Bolonha

É de lá o molho à bolonhesa e a lasagna, duas estrelas da culinárialocal. Apenas por isso, a gastronomia oferecida na cidade já vale a pena nessa que também é uma das principais cidades italianas.

Bolonha tem a universidade mais antiga do mundo, a Universitàdi Bologna, fundada em 1088. Além dela, não podem deixar de fazer parte do roteiro a Piazza Maggiore e as torres na Piazza di Porta Ravegnana, na qual é possível subir em uma delas e ter uma vista dos arredores.

Os pórticos, arcadas que têm mais de 45 quilômetros de extensão, também são muito bonitos de se ver. Bolonha tem ótimos locais para visitação.

Algumas marcas automotivas famosas têm fábricas no local, como a Lamborghini, Maserati e Ferrari. Você pode também visitar cafés e lojas vinculados a elas.

11 - Gênova

Gênova não recebe tantos turistas, mas atrações não faltam.

Para fechar a lista das 11 principais cidades italianas para se conhecer, Gênova tem tradição em culinária e é um local bastante charmoso e animado. Não recebe tantos turistas quanto as anteriores, o que por um lado é bom, pois não há aglomerações, mas também pode ser ruim, pois faltam alguns serviços específicos para os visitantes.

Na gastronomia, o PestoGenovese, FocacciacolFormaggio e Pansoti in Salsa diNoci são os principais pratos servidos. A arquitetura também é muito rica, com construções antigas, de várias épocas distintas, desde a época do Império Romano até o século XX.

No centro histórico, você pode visitar a ChiesadelGesú e a Catedral de São Lorenzo. O Porto Antigo, que tem uma réplica de uma caravela de Cristóvão Colombo (natural da cidade), é mais uma opção de passeio, assim como Cinque Terre, pequenas vilas nas montanhas da Ligúria.

Você acabou de conhecer melhor 11 das principais cidades italianas. Para saber mais sobre o país, leia os outros artigos e acompanhe as atualizações do blog. Participe através dos comentários em caso de dúvidas ou relatar experiências de viagem.